You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Portugal
region sprzedaży
Production units

Scania ganha o Prémio Green Truck – mais uma vez 

O Scania R 500 ganhou o "Green Truck Award" deste ano por uma boa margem. O teste de combustível alemão centra-se no menor consumo de combustível. Graças à nova geração de camiões Scania, com o seu motor de 13 litros atualizado, a Scania ganhou o prémio – mais uma vez. Os transportadores europeus valorizam o mais baixo consumo de combustível, as mais elevadas velocidades médias e menores efeitos do CO2, que ajudam a manter os custos e os impactos ambientais a um nível baixo. 

Com um consumo médio de combustível de 24,92 l/100 km e uma velocidade média de 79,91 km/h na mesma pista de teste de 350 km de extensão, a diferença entre a Scania e o melhor concorrente logo a seguir foram uns saudáveis 0,4 litros aos 100 km. Traduzindo para a quilometragem anual característica de um camião de longo curso de 150.000 quilómetros, a diferença atinge os 600 litros por ano (ou aproximadamente 3 m3 de combustível diesel num período de cinco anos). 

Nos últimos três a quatro anos, a Scania tem sido elogiada em centenas de comentários da imprensa e estabeleceu numerosos novos recordes de combustível, em muitos países europeus, em testes de comparação realizados por jornalistas da especialidade independentes. 

“O ‘Green truck Award’ é um teste de comparação original, na medida em que se foca totalmente no que é mais importante para os nossos clientes, numa perspetiva de custos e sustentabilidade,” afirmou Wolfgang Buschan, Diretor de Produto, Longo Curso, Scania Trucks. “O facto de termos ganho novamente o prémio este ano é extremamente lisonjeiro.” 

O “Green Truck Award” é organizado por duas grandes revistas alemãs da especialidade, a “VerkehrsRundschau” e a “Trucker”. Os camiões participantes têm um GTW de 40 toneladas e são conduzidos em condições monitorizadas, em estradas públicas, entre Munique e Nuremberga. O consumo de combustível e a velocidade média são rigorosamente controlados e as potenciais diferenças das condições climatéricas e de trânsito são eliminadas. O baixo consumo de combustível proporciona não só economia de custos, mas também eficiência energética, menores emissões de CO2 e maior sustentabilidade.