You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Portugal
region sprzedaży
Production units

Melhores co­mu­ni­ca­ções permitem condução por controlo remoto

Há muitos anos que os jogadores conduzem veículos nos seus computadores. A Scania está atualmente a sair do mundo virtual e a conduzir remotamente camiões reais . Utilizando tecnologia 5G, os engenheiros da Scania conseguem agora conduzir e operar camiões a partir de um centro de controlo remoto.

Os camiões e autocarros de condução autónoma foram concebidos para controlar as situações de tráfego mais complexas; porém, estes sistemas apenas devem ser instalados se os veículos se encontrarem numa situação complicada. A Scania, em parceria com a Ericsson, está atualmente a desenvolver sistemas de controlo remoto para os operadores poderem assumir o comando manual dos seus veículos autónomos.

“Esta é a nossa solução de recurso para quando os veículos, por razões técnicas ou legais, não têm condições para operar,” explica Jimmy Selling, Software Developer da Scania R&D.

Co­la­bo­ração com a Ericsson

Um cenário típico é um veículo encontrar um objeto que não reconhece e que não consegue passar sem infringir as regras de trânsito. Pára então junto desse objeto e liga a um operador humano para pedir ajuda. O operador decide se há-de ultrapassar a situação ou assumir o controlo manual.

Ao conduzir em tempo real, a Scania faz uso de redes de telecomunicações 5G, para o que foi montada nas instalações I&D da Scania uma central base móvel de última geração. A Scania é a primeira empresa a testar os componentes com a nova tecnologia 5G da Ericsson, no âmbito de uma colaboração com a Ericsson Research.

Tec­no­logia 5G

A rede de testes com componentes que utilizam tecnologia 5G permite um serviço fiável em rede móvel, com muito baixa latência (delay) de apenas alguns milissegundos e elevada largura de banda. O que é mais importante é que a tecnologia 5G permite comunicações exclusivas entre dispositivos ou entre o dispositivo e a nuvem. Quando aplicada a veículos autónomos, estes receberiam um espetro exclusivo para as suas comunicações ou, neste caso, um espetro exclusivo para as comunicações entre o operador e o veículo.

“Este é um fator-chave para fazer este trabalho,” explica Selling. “Não importa se está a passar por um estádio de futebol ou se à sua volta há pessoas no YouTube, porque nós continuamos a ter uma rede segura e fiável com um fluxo de vídeo de baixa latência.”

 

tecnología 5G