You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Portugal
region sprzedaży
Production units

Os Transportes Antunes Figueiras confiam na Scania

A Scania entregou à empresa Transportes Antunes Figueiras 12 unidades Scania R 410 e 6 veículos usados Scania R 420, para serem incorporados nos seus serviços de transportes no mercado europeu.

Os Transportes Antunes Figueiras iniciaram a sua atividade no setor em 1967 e atualmente efetuam transportes no mercado europeu. Os seus veículos percorrem em média 9.000 a 13.000 quilómetros, cumprindo rigorosamente os compromissos de pontualidade assumidos com os seus clientes.

Mais de 60% da frota dos Transportes Antunes Figueiras, que conta com um total de 76 veículos, é composta por camiões Scania e está atualmente a ser aumentada com mais 12 unidades Scania R 410. Estas unidades têm motores de 13 litros, com um binário máximo de 2150 Nm.

Os Transportes Antunes Figueiras dão muito valor aos veículos usados da Scania e por isso também adquiriram 6 unidades R 420 e prevêem incorporar mais 10 unidades Scania R 440.

Os novos veículos contam com o Scania FMS (Fleet Management System), o sistema de gestão de frotas que permite aceder a informações relevantes, como o consumo de combustível, o estilo de condução e o comportamento na travagem, a fim de ter um melhor controlo sobre os veículos e fazer o acompanhamento dos condutores. Para aumentar o rendimento da frota, os Transportes Antunes Figueiras também têm previsto fazer a formação dos seus condutores com a Scania.

O Sr. Júlio Antunes, proprietário dos Transportes Antunes Figueiras, destaca o seguinte: “Sem dúvida que informações fiáveis sobre o consumo de combustível foram a chave para escolher veículos Scania, o que nos dá muitas garantias. Além disso, para nós é fundamental a fiabilidade que a Scania nos dá, bem como a redução dos custos de manutenção.

 

Estamos muito satisfeitos com a ferramenta Scania FMS, que nos traz um importante valor acrescentado, pois temos a noção de como estão a funcionar os condutores e podemos trabalhar juntos para melhorar a eficácia de cada rota.”