You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Portugal
region sprzedaży
Production units

EXCELENTES OPORTUNIDADES

Trabalhar numa empresa global

Procura-se: impulsionador ambicioso

Desde a histórica Bulgária à movimentada Malásia, a carreira de Petko Filipov na Scania já o levou a vários locais, e o Técnico Especializado está confiante de que a sua viagem só agora começou.

Petko Filipov é uma empresa que acredita no autodesenvolvimento.

Em apenas sete anos na Scania, passou de técnico de serviço de nível básico em Sófia, na Bulgária, para Técnico Especializado na Malásia.

Afirma que a cultura de excelência e a rede global Scania têm sido o complemento perfeito do seu trabalho árduo e motivação.

"A Scania é uma organização global representada em mais de 100 países do mundo", afirma. “Isto significa que, se estiver motivado e preparado para assumir a responsabilidade, terá uma excelente oportunidade para se desenvolver. Além disso, se ficar a fazer a mesma durante muito tempo, acaba por se cansar."

Supervisor substituto

Filipov, 30 anos, fez um mestrado em engenharia antes de começar a trabalhar na Scania na Bulgária em 2008. Ansioso por progredir, estava sempre disponível para ajudar os seus supervisores. "Ajudei-os a gerir o fluxo de trabalho da oficina e apoiei-os quando se ausentaram para formação ou noutras ausências", afirma.

Pouco depois, Filipov era incumbido de mais responsabilidades.

No entanto, após cinco anos de trabalho na Bulgária estava preparado para uma mudança. Encontrou várias vagas para Técnico Especializado na Ásia anunciadas na intranet da Scania e candidatou-se a uma em Shah Alam, não muito longe de Kuala Lumpur. Assinou um contrato de um ano e mudou-se para a Malásia com a sua mulher, Ivalina, em outubro de 2013. Os seus diretores ficaram tão satisfeitos com o seu desempenho que o seu contrato foi prolongado em dois anos até 2016.

"Gosto de viver na Malásia", diz Filipov. "Existem três culturas principais: indiana, malaia e chinesa, e três tipos diferentes de comida e festivais. E as pessoas são muito amáveis e abertas."

Assim, o que se segue para este técnico altamente motivado quando terminar o contrato? "Talvez outro país", afirma. "Ainda não sei, mas sei que quero continuar a desenvolver as minhas competências."