You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Portugal
region sprzedaży
Production units

Gama Scania XT

Uma missão de sonho para os designers da Scania

Estilo de uma gama completamente nova

A missão constituía a realização de um sonho para a equipa de design da Scania: conceber o estilo de uma gama de camiões completamente nova para as mais duras operações de construção. Decidimos fazê-lo em colaboração com os futuros utilizadores destes novos veículos.

"Enquanto designers, que mais podemos pedir?", pergunta Kristofer Hansén, Diretor de Estilo e Design Industrial da Scania.

A gama XT constitui a segunda fase da nova geração de camiões Scania, concebidos para operações de construção pesada em condições difíceis. Assenta no sistema modular da Scania, mas tiveram de ser concebidas muitas peças novas para completar a nova gama.

Ao descrever o seu trabalho nos novos veículos de construção, os designers da Scania falam por vezes em "ser honestos com os materiais".

 "Tudo o que foi adicionado a esta gama tem a sua função, sendo pensado a partir do ponto de vista dos utilizadores. Por exemplo, o novo para-choques é extremamente robusto e eficiente. Não há plásticos nem peças adicionais: é um para-choques sólido de metal. É fiável, funciona perfeitamente e é isso que o seu design exprime", refere Hansén.

No seu trabalho como líder da equipa de design exterior, Anders Lundgren teve de se manter fiel às mesmas palavras-chave que ao desenvolver a nova geração de veículos de longo curso: Atlético, Dinâmico e Reconhecível. "Mas com estes novos veículos para construção, introduzimos outra palavra-chave: Autêntico", refere Lundgren.

"A gama de construção encontra-se associada a trabalhos pesados, o que deve refletir-se nos materiais com que trabalhamos. Ser "autêntico" significa nunca efetuar compromissos em termos de materiais. Constitui um verdadeiro desafio conceber o estilo de peças em aço de alta resistência de 4 mm em vez de plástico, e combiná-las com o resto da cabina e do camião. Até certo ponto tivemos de adotar as linhas caraterísticas. Ao olhar para o resultado final, estou muito orgulhoso do trabalho da equipa. Acho que conseguimos expressar a força do design de forma honesta e exclusiva". 

"Sempre tive esta visão do para-choques e do que os veículos de construção fazem… como a força de um punho! Com a dianteira rebaixada destes novos camiões, acho que acertámos verdadeiramente."

O Diretor de Estilo Exterior Allan Macdonald realça a importância da modularização da Scania num projeto como o da nova gama XT.

"Como a funcionalidade é o que mais importa num camião deste tipo, não podemos deixar que as diferentes funções se comprometam mutuamente. Como as funções são tão visíveis, não é possível separar o estilo da função", refere.

Outro exemplo das funções bem visíveis são os degraus laterais da carroçaria da cabina, que foram integrados nestes camiões para permitir que os motoristas tenham uma boa visibilidade sobre a caixa basculante.

"São resistentes e rígidos, sendo combinados com uma pega fixa no tejadilho para o motorista. É o exemplo típico de uma funcionalidade incorporada para o motorista".

O mesmo enfoque no motorista foi aplicado no desenvolvimento do novo interior dos veículos de construção. Anna Börjesson Bodestig, Designer Industrial Sénior, descreve-o como "uma cabina simples otimizada para condições de trabalho mais duras".

"Concentrámo-nos em tornar o interior tão funcional e duradouro quanto possível.

Otimizámos muitos pequenos detalhes: o painel de instrumentos expansível, o armazenamento mais flexível, um vidro traseiro, novos bancos, novos tapetes com extremidades elevadas, tudo para proporcionar aos motoristas da construção o melhor ambiente de trabalho de sempre".

Outra área de foco importante no design de interiores foi a segurança

"Para um motorista da construção é importante ter uma boa visão direta em torno da cabina, bem como a possibilidade de chegar facilmente a todos os botões e controlos que o rodeiam. Também aqui se conjugam diversos pequenos detalhes para otimizar o ambiente do motorista de construção".

Um fator de segurança por vezes esquecido é o impacto das cores e dos materiais no ambiente de condução. Para Christina Isomaa, Chefe de Cores e Forros da equipa de design da Scania, esta é naturalmente uma questão importante.

"Otimizamos as escolhas de cores e materiais para os nossos clientes de acordo com as suas necessidades. Um aspeto evidente é a escolha de materiais de fácil limpeza para os interiores, de modo a mantê-los sempre em boas condições. As cores dos interiores são criadas a pensar simultaneamente no conforto e segurança. Para lidar com um veículo de construção pesada num ambiente tenso, o enfoque deve ser totalmente colocado na condução. O nosso objetivo foi o de gerar segurança através da harmonização das cores da cabina, tornando-as agradáveis para o motorista, sem o distrair".

No caso do exterior, a opção foi a oposta.

"Blaze Orange é uma das muitas cores da paleta Scania", refere Isomaa. "Aqui a escolha foi fácil. O laranja é uma cor forte: uma cor forte para uma marca forte. Naturalmente, também se trata de uma questão de segurança. Estes veículos trabalham em ambientes onde a sua visibilidade é essencial. De muitas formas, o laranja é a cor de alerta da própria natureza".