You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Portugal
region sprzedaży
Production units

MOTORES MARÍTIMOS

Condições difíceis

Motores fiáveis apoiam irmãos na pesca da lagosta

A indústria da pesca da lagosta nas costas do Maine nos Estados Unidos é conhecida pelas suas grandes capturas e pelas condições difíceis que suporta. Os motores resistentes e fiáveis fazem a diferença entre ganhos e perdas e entre a vida e a morte.

A lagosta americana, Homarus americanus, pode crescer até 65 centímetros de comprimento e pesar mais de 20 quilogramas, fazendo dela o crustáceo mais pesado do mundo. Só é encontrada ao largo da costa atlântica da América do Norte, entre o Labrador e New Jersey, e está a registar valores nunca antes vistos. No ano passado, 5.700 pescadores do Maine pescaram 57 milhões de quilos (126 milhões de libras) de lagosta.

A pesca da lagosta no tempestuoso e imprevisível Atlântico Norte envolve muitos riscos. Os grandes e pesados cestos de lagostas em aço estão interligados e, à medida que os barcos avançam, o peso de uma jaula puxa a jaula seguinte para baixo, para o mar frio e selvagem. Se a mão ou o pé de um pescador ficar preso na corda, existe um grande risco de ser arrastado pelo equipamento de pesca, que pesa centenas de quilos. No Maine contam-se muitas histórias horríveis sobre partes de corpos arrancadas.

V8 para chegar longe

Os irmãos Chris e Jason Chipman são conhecidos como dois dos mais habilidosos pescadores de lagosta do Maine. Chris utiliza frequentemente o motor Scania V8 de 800 cv para ir pescar nos bancos (planaltos e cumeeiras) em alto mar, onde a maioria dos outros pescadores raramente se atreve.

"Pesco lagostas desde os seis anos e sei que é um trabalho duro e por vezes também perigoso", afirma.

A pesca da lagosta está no sangue dos irmãos. A sua família tem estado envolvida na indústria há várias gerações. Chegam continuamente a Chipman’s Wharf, na pequena cidade piscatória de Milbridge, barcos para descarregar a captura, reabastecer de isco os cestos para lagosta e reabastecer de combustível antes da viagem seguinte para os bancos de pesca.

Os dois restaurantes locais fecham cedo, uma vez que o dia de trabalho da maioria dos habitantes começa antes do nascer do sol. Chris diz: "Se acordar às 5:30, parece que dormi metade do dia."

Ninguém sabe ao certo por que aumentou tão drasticamente a população de lagosta na costa do Maine nos últimos anos, mas deve-se provavelmente a uma combinação de temperaturas mais altas da água e ao excesso da pesca de bacalhau, o maior inimigo da desova da lagosta.

Queda do preço

Para os irmãos Chipman, a quantidade de lagostas significa que têm de passar cada vez mais tempo no mar. À medida que a lagosta disponível aumentou, o preço por quilo para os pescadores caiu, pelo que agora têm de fazer capturas cada vez maiores para sustentarem as suas famílias.

Para saírem rapidamente dos bancos de pesca, são necessários motores fortes e cada vez mais potentes. O V8 de Chris é o seu terceiro motor Scania e Jason começou recentemente a utilizar o seu primeiro motor Scania - um modelo de 13 litros e 700 cv.

"Dependemos de motores potentes e fiáveis nos nossos barcos de lagosta", afirma Chris. "Uma avaria no motor pode custar pesca de vários dias, o que nos penaliza muito."

Jason concorda que fiabilidade do motor é da máxima importância para a pesca da lagosta no Maine.

"Se estivermos no mar a 50 quilómetros (30 milhas) da costa, queremos ter coisas em que podemos confiar", diz.

Jason diz que teve um motor que não era Scania que precisava de grandes reparações, pelo que optou para comprar um substituto. "Podia escolher entre vários novos motores alternativos", afirma. "Uma vez que o meu irmão estava muito satisfeito com os seus motores Scania, decidi dar-lhes uma oportunidade. Era a opção mais dispendiosa, mas ao mesmo tempo a que proporcionava a maior potência."