You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Portugal
region sprzedaży
Production units
Emisiones

A Scania informa acerca da evolução nas metas climáticas

Pela primeira vez desde que a Scania estabeleceu os seus objetivos científicos Science Based Targets , a empresa fornece informações acerca da sua evolução no que toca à redução de emissões, tanto das suas próprias operações como dos veículos que comercializa.

Nas suas próprias operações, a Scania já reduziu a sua pegada de carbono em 43% em relação aos níveis de 2015, através do aumento da eficiência energética, da redução do desperdício de energia e da transferência para as energias renováveis. Isto significa que a Scania está no caminho certo para atingir a meta de redução de 50% até 2025 (âmbito 1 e 2)*.

Estamos na vanguarda dos planos para a redução da pegada de carbono das nossas atividades globais, maioritariamente graças à nossa transição para a eletricidade livre de energia fóssil em todos os nossos locais de produção, que alcançámos durante 2020", referiu o presidente e CEO da Scania, Henrik Henriksson.

A Scania também se comprometeu em reduzir as emissões de CO2 nos produtos que comercializa em 20 por cento até 2025 (margem 3)*, tendo2015 como referência.

Também verificámos uma evolução na redução das emissões durante a utilização dos nossos veículos, que constitui mais de 90 por cento do total das emissões durante o ciclo de vida completo“, continuou Henriksson. Atualmente, a Scania está nos 95,8%, uma redução de pouco mais de 4%. Começando com 100% em 2015, a Scania tem por objetivo alcançar os 80% o mais tardar até 2025. A pegada decarbono dos produtos que a Scania utiliza são medidas do “Well to wheel”, ou seja, são consideradas as emissões geradas na produção do combustível ou da eletricidade.

Estão em andamento medidas mais significativas, pois a Scania continua a trabalhar em estreita colaboração com os clientes, concentrando-se na eficiência energética da cadeia cinemática convencional e aumentando a participação dos biocombustíveis, produzindo um efeito imediato e retroativo sobre a frota de veículos em circulação.

A Scania aumentará os volumes de veículos elétricos com pelo menos uma nova aplicação de produtos elétricos lançados comercialmente todos os anos no segmento de autocarros ou camiões.

“As nossas metas climáticas estão profundamente incorporadas nas decisões diárias que tomamos em toda a empresa. São fundamentais para a nossa estratégia e fazem parte das nossas metas corporativas. São a nossa Estrela do Norte – uma guia que nos mostra o rumo que devemos seguir. Procuramos melhorar continuamente o desempenho ambiental dos nossos produtos, processos e serviços”, concluiu Henriksson.