You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Portugal
region sprzedaży
Production units

Objetivos de redução de emissões da Scania aprovados

Scania, primeiro fabricante de veículos pesados a certificar seus objetivos de redução de emissões pelo ScieNce Based Target

  • A Scania está empenhada em alcançar os objetivos do Acordo de Paris de limitar o aquecimento global a 1,5° C acima dos níveis pré-industriais.
  • A Scania reduzirá as emissões de CO2 das suas operações em 50% até 2025 , e reduzirá as emissões dos seus produtos em 20% durante o mesmo período.

Os objetivos adotados pela Scania para reduzir os gases de efeito estufa foram oficialmente aprovados pela Iniciativa de Metas Baseadas na Ciência (SBTi). "Uma vez que mais de 90% das emissões de CO2 criadas no nosso negócio ocorre após os produtos deixarem as nossas fábricas, é imperativo que também consideremos estas emissões. Limitarmo-nos apenas a reduzir as nossas próprias emissões não é suficiente. Assim, trabalharemos em estreita colaboração com os nossos clientes na utilização dos seus camiões, autocarros e motores com um menor impacto climático," afirma o Presidente e CEO da Scania, Henrik Henriksson.

A aprovação da SBTi reconhece que as metas da Scania se encontram em linha com o mais rigoroso caminho de descarbonização definido até hoje – 1,5° C para os Âmbitos 1 e 2. As metas que a Scania estabeleceu incluem as emissões diretas e indiretas das suas operações (Âmbitos 1 e 2), bem como as emissões a partir do momento em que os produtos estão a ser utilizados (Âmbito 3).

"Felicitamos a Scania pelo seu empenho em empreender as ações urgentes necessárias para fazer face à crise climática," referiu Alexander Farsan, líder global para as metas baseadas na ciência no WWF, um dos parceiros da Iniciativa de Metas Baseadas na Ciência (SBTi). "A Scania é o primeiro fabricante de veículos comerciais pesados a estabelecer uma meta ambiciosa de 1,5° C através da SBTi e está empenhada em reduzir as emissões não apenas das suas próprias operações, mas também da utilização dos seus veículos."

"A ciência deixa hoje bem claro que o nosso futuro na Terra depende de manter o aquecimento global bem abaixo dos 2° C, o que significa reduzir as emissões a metade em cada década. As metas baseadas na ciência são cruciais para o sucesso neste esforço. O transporte pesado é um dos pilares das nossas sociedades, e o compromisso da Scania com as metas climáticas baseadas na ciência, ao longo de toda a sua cadeia de valor, não apenas contribuirá para reduzir os riscos climáticos, como também enviará um sinal forte, através da economia, de que a descarbonização é real, é agora, e constitui um investimento na competitividade futura", refere Johan Rockström, Professor em Ciências da Terra e Diretor do Instituto para a Investigação do Impacto Climático de Potsdam, na Alemanha.

Ao longo dos últimos anos, a Scania reduziu significativamente as emissões de CO2 das suas próprias operações e do seu próprio transporte e logística. A Scania vem também trabalhado para reduzir ao mínimo as emissões dos seus produtos através de medidas de eficiência de combustível. Há mais de 25 anos que a empresa fornece a mais ampla gama de produtos que utilizam alternativas aos combustíveis fósseis de toda a indústria.

Em setembro de 2019, a Scania anunciou o objetivo de estabelecer Metas Baseadas na Ciência. A aprovação destas metas agora constitui outro marco importante no caminho para o transporte isento de combustíveis fósseis.

Independentemente de, atualmente, nos encontrarmos ou não a atravessar uma crise, não comprometeremos a sustentabilidade. Impulsionar a mudança para um sistema de transporte sustentável é o objetivo da Scania e continuamos totalmente empenhados em alcançá-lo,” afirma Henriksson.