You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Brasil
region sprzedaży
Production units

Scania e ZEG viabilizam primeiro caminhão movido a biometano em operação no Brasil

Em parceria as empresas fomentam a transição energética com a substituição de combustíveis fósseis e a redução de emissões de gases de efeito estufa no ecossistema de transporte e logística

São Paulo, 13 a 18 de outubro de 2019 – A Scania e a ZEG, empresa do Grupo Capitale Energia, dedicada exclusivamente à geração de energia renovável, estão juntas no projeto que colocará o primeiro caminhão 100% movido a biometano em operação no país. A demonstração tem previsão de início até o final de outubro. “Nosso propósito é liderar a transformação para um sistema de transporte sustentável e não poderíamos fazer isso sozinhos – justamente o que mostra esta parceria, de um lado oferecemos a tecnologia e do outro a ZEG viabilizará a produção do combustível e o abastecimento”, diz Christopher Podgorski, Presidente e CEO da Scania Latin America.

“Estamos olhando na mesma direção e convencidos que esta aproximação representa uma oferta completa, em que nossos clientes vão se beneficiar do ponto de vista da contribuição para a redução do impacto ao meio ambiente, além de ganhos em eficiência e diminuição de custos”, destaca Podgorski. “Esta iniciativa inovadora abre uma frente capaz de incentivar outras empresas a embarcar na jornada de descarbonização do setor”, completa.

O projeto é inédito e a demonstração será em uma das usinas da São Martinho, um dos maiores grupos sucroalcooleiros do Brasil, utilizando o biometano da ZEG em um caminhão Scania. O modelo é um G 410 XT 6x4, o primeiro caminhão fora de estrada a ser movido a biometano na história do Brasil. “A nossa expectativa é contribuir com empresas de logística ou que possuem frotas próprias, para que viabilizem sua transição energética”, afirma Daniel Rossi, CEO da ZEG e sócio-fundador da Capitale Energia.

Segundo o executivo, a ZEG desenvolveu uma tecnologia de produção do combustível em estruturas de médio porte, com escala replicável. A ideia é instalar plantas de produção no interior do Brasil, onde atualmente a oferta de gás natural é inexistente, em parceria com empresas de agronegócio ou indústrias. “Utilizando resíduos orgânicos conseguimos produzir um combustível de excelente qualidade, com performance equivalente ao gás natural e com muitas vantagens ambientais, com redução de até 90% da emissão de gases do efeito estufa”, explica Rossi.

“Sabemos que somos parte do problema e seguramente queremos ser parte da solução. Para isso, temos trabalhado fortemente para trazer soluções que diminuam o impacto ambiental. Um desses pilares são os combustíveis alternativos renováveis e não fósseis – viáveis aqui e agora”, destaca Podgorski.

A aposta da Scania para a América Latina está nos veículos movidos com gás natural e/ou biometano, e para tanto a fabricante investiu no último ano, R$ 21 milhões para a industrialização dos novos veículos que passam a ser produzidos a partir do primeiro trimestre de 2020, na fábrica de São Bernardo do Campo (SP).

“Globalmente, em 2018, vendemos 4.540 veículos comerciais com combustíveis alternativos e híbridos. Sabemos que a Europa está na frente, mas temos o mesmo propósito e vamos buscar parceiros que tenham como visão soluções que permitam transformar o combustível ‘alternativo’ no novo ‘normal’”, conta o Presidente da Scania Latin America. “A parceria com a ZEG é o exemplo de como é possível fechar essa equação. O papel dela é fundamental ao viabilizar o acesso a um gás renovável, ou seja, irá fornecer o combustível e entregar para nossos clientes a possibilidade de participarem da mudança para um sistema de transporte sustentável”, afirma Podgorski.

Futuro próximo do abastecimento – O GasBio – nome dado ao combustível da ZEG, está sendo produzido no distrito de Sapopemba, em São Mateus (região metropolitana de São Paulo), a partir do biogás do Centro de Tratamento de Resíduos Leste. Mas a tecnologia da ZEG permite a produção de combustível a partir de resíduos da cultura de cana-de-açúcar e de outros tipos de resíduos agrícolas e industriais, por isso o próximo passo é disponibilizar o GasBio aos consumidores da “Rota do Agronegócio”, que contempla as rodovias que ligam a  Região Centro-Oeste do Brasil ao Porto de Santos (São Paulo), como a BR-163, a BR-364 e a BR-504. A empresa, inclusive, já desenvolveu parcerias com fornecedores de equipamentos de abastecimento para postos que poderão operar com segurança no abastecimento do GasBio.

Mercado de oportunidades – Recentemente, uma conjuntura de fatores mudou o cenário de combustíveis no país, principalmente o desenvolvimento do mercado de biometano e a perspectiva do aumento da oferta oriunda das reservas do Pré-sal, que juntos podem garantir maior oferta do combustível e preços mais competitivos.

A cidade de Estocolmo é referência em uso de biometano, com a maior frota mundial de ônibus movidos a este biocombustível. Lá, todo lixo orgânico é reciclado e desde a década de 70 as autoridades criaram barreiras para os aterros sanitários, incentivando a reciclagem e a geração de biogás.

O mercado de biogás no Brasil passou a se desenvolver, fruto do enorme potencial de produção identificado, desenvolvimento tecnológico e maior consciência da sociedade em relação à necessidade de viabilizar fontes energéticas limpas. 

O potencial de produção de biometano no setor sucroalcooleiro e no agronegócio é de cerca de 70 milhões de m³/dia, segundo a ABiogás. Apenas para referência, o consumo de gás natural no Brasil em 2018 foi de cerca de 63 milhões de m³/dia.

Especificamente em relação ao gás – seja GNV ou biometano, a Scania entende que são alternativas viáveis e já prontas para serem utilizadas em veículos comerciais. O GNV já é realidade no país, que também conta com um enorme potencial de biometano. Na Suécia, 90% do transporte público é movido a biometano.

Link para baixar todo o material do evento:

Sobre a Scania

A Scania, referência mundial em soluções de transporte sustentável, é um dos principais fabricantes de caminhões pesados, de ônibus e de motores industriais e marítimos. Os serviços têm participação crescente nos negócios da empresa, assegurando aos clientes soluções de transporte econômicas e com alta disponibilidade operacional. Com 52 mil colaboradores, a empresa está presente em mais de 100 países, com linhas de produção na Europa, Ásia e América Latina e com possibilidade de intercâmbio global de componentes e veículos completos. Em 2018, a receita líquida da Scania alcançou 137,1 bilhões de coroas suecas e o lucro líquido do exercício, após a dedução de impostos, foi de 9,7 bilhões de coroas suecas.

Para mais informações sobre a Scania acesse: www.scania.com

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Scania Latin America

Cristiano Soares

(11) 3190-3182

cristiano.santos@scania.com

 

Néctar Comunicação

Rafael Bonizzi

(11) 95301-6098

rafael.bonizzi@nectarc.com.br

 

Elena Oliveira

(11) 98812-1396

elena.oliveira@nectarc.com.br