You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Brasil
region sprzedaży
Production units

Scania lança no Brasil plataforma mundial de motores

Linha 2012 estará adaptada às normas sobre emissões de poluentes; motorizações inéditas vão assegurar melhor desempenho dos veículos com o maior torque do mercado.

São Paulo, outubro 2011 - A Scania apresenta na Fenatran 2011 sua nova linha de motores veiculares já enquadrada às mais recentes normas sobre emissões de poluentes no mundo inteiro, como Euro 3, Euro 4, Euro 5 (Proconve P7 no Brasil) e Euro 6.  A nova plataforma vai garantir caminhões ainda mais potentes, econômicos e sustentáveis.

“Depois de demonstrar as mudanças na cabine e no ambiente de trabalho do motorista, a montadora mostrará novidades no trem de força dos caminhões, especialmente nos motores e no Scania Opticruise e Retarder”, conta Roberto Leoncini, diretor geral da Scania no Brasil.

O portfólio da marca para 2012 já atenderá as normas brasileiras do Proconve P7 e contará com uma gama completa de motores de 9 e 13 litros, que substituem os atuais 9 litros, 11 litros e 12 litros. A inédita linha de motorização faz parte do lançamento mundial da nova plataforma global de motores Scania.

Ainda mais econômicos, os motores de 5 e 6 cilindros dos caminhões Scania terão potências de 250, 270 (Etanol), 310, 360, 400, 440 e 480 cavalos, prontos para atuar dentro e fora da estrada, conforme a necessidade de negócio do transportador. A linha de motores V8 da Scania também continuará a ser disponibilizada no Brasil com as novas potências de 560 e 620 cavalos.

Também chegarão ao mercado as novas versões das caixas de câmbio automatizadas, o Scania Opticruise, e dos freios auxiliares Scania Retarder.

Arquitetura típica do motor Scania – Apesar de nova, a plataforma de motores em linha mantém as tradicionais características da Scania como cabeçotes individuais para cada cilindro, eixo de comando localizado em uma posição elevada no bloco e engrenagens de sincronização montadas na parte traseira, assim como o já conhecido filtro de óleo ciclone. O projeto inteiro é modular e concebido para facilitar a manutenção. Além disso, a necessidade de treinamento do pessoal da oficina é significativamente reduzida porque a arquitetura básica continua sendo a mesma de antes.

O diâmetro (9 e 13 litros) e o curso (13 litros) do pistão foram ligeiramente alterados, e a cilindrada foi aumentada em comparação com os motores anteriores. Essa alteração proporcionou um ganho de 9% no torque e 5% na potência nos novos motores Scania.

Outra novidade é a introdução de uma camisa com anel no pistão que funciona como um limpador da parte superior do componente, impedindo o acúmulo de resíduos e material particulado. Esta peça gera economia de combustível e mais vida útil ao motor.

O bloco dos cilindros e outros componentes estruturais foram redesenhados para oferecer maior resistência, sem a necessidade de aços especiais. Uma estrutura em degraus foi incorporada ao cárter dos motores de 6 cilindros para contrabalançar o ruído e as vibrações. Esta função é realizada por eixos balanceadores duplos nos motores de 5 cilindros.

Unidades injetoras eletronicamente controladas são usadas para a alimentação de combustível, e um turbocompressor convencional é montado para fornecer expressiva pressão adicional já a partir das baixas rotações, garantindo assim a típica dirigibilidade da Scania.

Destaca-se ainda o ventilador eletrônico dos novos motores Scania, que é acionado quando o caminhão não precisa de potência, como em descidas, forçando menos o motor, e consequentemente, reduzindo o consumo de combustível.

Outra vantagem é que muitas componentes são compartilhados entre os modelos da nova linha – tanto pelos motores em linha quanto pelos V8. Isto contribui para facilitar a reposição de peças, graças ao menor inventário de peças individuais exigido para fazer reparos no motor.

O substituto: 9,3 litros – Duas novas unidades de 9,3 litros com maior diâmetro, e potências de 250 e 310 hp, substituem os motores de 5 cilindros em linha de 8,9 litros. Os torques oferecidos são respectivamente de 1.150 e 1.550 Nm.

O conceito do motor de 5 cilindros da Scania ganhou uma forte reputação desde sua introdução em 2004. Eixos balanceadores duplos no cárter fazem com que a operação do motor seja suave e flexível. Graças ao grande volume deslocado, os motores têm torque líder de mercado e as mesmas características de seus irmãos maiores de 6 cilindros, fazendo dele o preferido pelos motoristas nesta classe.

Para todo tipo de aplicação: 12,7 litros – Os novos motores de 6 cilindros de 12,7 litros dão continuidade à sólida reputação estabelecida pelos seus antecessores de 11,7 litros. As quatro opções de potência uniformemente distribuídas, de 360, 400, 440 e 480 hp, asseguram excelente desempenho para todo tipo de aplicação.

Os motores de 12,7 litros oferecem torques de 1.850, 2.100, 2.300 e 2.400 Nm, respectivamente, já a partir de 1.000 rpm, e também garantem dirigibilidade e desempenho em baixos níveis de giro, assegurando uma margem segura para mudanças de marcha em baixos níveis de rotação, mantendo assim um bom consumo de combustível em velocidade de cruzeiro.

Ampliação: V8 – Os caminhões V8 da Scania encontraram seu próprio nicho no mercado global, combinando desempenho sem esforço, robustez e longa vida útil com boa economia de combustível e baixos custos operacionais.

Para atender todas às normas de emissão Proconve P7 (Euro 5), a linha de motores V8 de 15,6 litros foi ampliada para oferecer duas opções de potência, de 560 e 620 hp, com torques de 2.700 e 3.000 Nm respectivamente.

Motor exclusivo a bioetanol – A Scania será a única montadora na América do Sul a oferecer no mercado um motor a etanol de alta eficiência para caminhões. O novo modelo de motorização opera com ignição por compressão conforme o princípio diesel, que é mais eficiente que a combustão conforme o princípio Otto.

A eficiência térmica desta unidade de 8,9 litros é semelhante à de um motor diesel, ou seja, 44-45%. Além disso, este motor oferece desempenho e dirigibilidade típicos dos motores diesel: 270 hp e 1.200 Nm de torque já a partir de 1.100 rpm.

O biocombustível mais disponível em escala global, o etanol da cana-de-açúcar, como produzido no Brasil, tem propriedades ambientais que reduzem as emissões de CO2 (dióxido de carbono) em até 90% em comparação com o combustível diesel fóssil. A Scania produz motores a etanol para veículos pesados desde 1990, com excelentes ganhos ambientais, por exemplo, nos ônibus urbanos da cidade de Estocolmo e São Paulo.

Scania 2012 - motores de 5 cilindros em linha

 250 hp   270 hp etanol   310 hp

Motor DC09 250 DC9 E02 270 DC09 310

Combustível Diesel Etanol Diesel

Volume 9,3 litros 8,9 litros 9,3 litros

Sequência de ignição 1-2-4-5-3 1-2-4-5-3 1-2-4-5-3

Cilindros 5 em linha 5 em linha 5 em linha

Cabeçotes de cilindro 5 5 5

Válvulas por cilindro 4 4 4

Diâmetro x curso 130x140 mm 127x140 mm 130x140 mm

Taxa de compressão 17:1 28:1 17:1

Controle de injeção de combustível Scania PDE Scania PDE Scania PDE

Controle de emissões Scania SCR/Proconve P7 Proconve P7 Scania SCR/Proconve P7

Potência máx. 184 kW

(250 hp) 198 kW

(270 hp) 228 kW

(310 hp)

   a rpm 1900 1900 1900

Torque máx. 1150 Nm 1.200 Nm 1.550 Nm

   a rpm 1000-1300 1100-1400 1100-1350

Frenagem máx. do motor 173 kW 170 kW 173 kW

   a rpm 2400 2400 2400

 

Scania 2012 – motores de 6 cilindros em linha

 360 hp  400 hp  440 hp  480 hp

Motor DC13  360 DC13 400 DC13 440 DC13  480

Combustível Diesel Diesel Diesel Diesel

Princípio Com turbo e intercooler Com turbo e intercooler Com turbo e intercooler Com turbo e intercooler

Cilindrada  12,7 litros 12,7 litros 12,7 litros 12,7 litros

Seqüência de ignição 1-5-3-6-2-4 1-5-3-6-2-4 1-5-3-6-2-4 1-5-3-6-2-4

Cilindros 6 em linha  6 em linha  6 em linha  6 em linha

Cabeçotes de cilindro 6 6 6 6

Válvulas por cilindro 4 4 4 4

Diâmetro x curso 130x160 mm 130x160 mm 130x160 mm 130x160 mm

Taxa de compressão 17.3:1 17.3:1 17.3:1 17.3:1

Controle de injeção de combustível Scania PDE Scania PDE Scania PDE Scania PDE

Controle de emissões Scania SCR/Proconve P7 Scania SCR/Proconve P7 Scania SCR/Proconve P7 Scania SCR/Proconve P7

Potência máx. 265 kW

(360 hp) 294 kW

(400 hp) 324 kW

(440 hp) 353 kW

(480 hp) 

a rpm 1900 1900 1900 1900

Torque máx. 1.850 Nm 2.100 Nm 2.300 Nm 2.400 Nm 

a rpm 1000-1300 1000-1300 1000-1300 1000-1350

Frenagem máx. do motor 261 kW 261 kW 261 kW 261 kW 

a rpm 2400 2400 2400 2400

  

Scania 2012 – Motores V8

 560 hp  620 hp

Motor DC16  560 DC16  620

Combustível Diesel Diesel

Princípio Com turbo e intercooler Com turbo e intercooler

Cilindrada  15,6 litros 15,6 litros

Seqüência de ignição 1-5-4-2-6-3-7-8 1-5-4-2-6-3-7-8

Cilindros 90º V8 90º V8

Cabeçotes de cilindro 8 8

Válvulas por cilindro 4 4

Diâmetro x curso 127x154 mm 127x154 mm

Taxa de compressão 17:1 17:1

Controle de injeção de combustível Scania PDE Scania PDE

Controle de emissões Scania SCR/ Proconve P7 Scania SCR/Proconve P7

Potência máx. 412 kW

(560 hp) 456 kW

(620 hp)

   a rpm 1900 1900

Torque máx. 2.700 Nm 3.000 Nm

   a rpm 1000-1400 1000-1400

Frenagem máx. do motor 304 kW 304 kW

   a rpm 2400 2400