You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Brasil
region sprzedaży
Production units

Receita mundial da Scania cresce 16% em 2006

Em balanço deste semestre, divulgado hoje, a Scania registra crescimento de 16% em suas receitas mundiais, com 3,8 bilhões de euros. O resultado operacional foi de 450 milhões de euros, 19% acima do equivalente ao ano passado. Descontados os impostos, esse resultado é 22% melhor que o primeiro semestre de 2005, totalizando 308 milhões de euros. A margem operacional da Scania, uma das maiores do segmento automobilístico, fechou em 11,8% no período.

“O forte crescimento econômico em praticamente todos os mercados onde a Scania atua está contribuindo para uma boa demanda por equipamentos de transporte. Com base na atual carteira de pedidos e no ritmo da nossa produção, as vendas da Scania serão substancialmente maiores em 2006 do que em 2005”, comentou Leif Östling, CEO e presidente mundial da Scania.

No mundo, a Scania fechou os seis primeiros meses de 2006 com a venda de 28.921 caminhões pesados, 2.903 ônibus e 3.080 motores industriais e marítimos. Esse desempenho é, frente ao primeiro semestre de 2005, superior em 11% para os caminhões e 28% para os motores. No comparativo de vendas de ônibus, os volumes foram muito próximos, com queda de 0,1%.

A América Latina contribuiu com 455 milhões de euros para as receitas mundiais da Scania no acumulado de janeiro a junho, com crescimento de 23% sobre o mesmo período do ano passado. Na região, as vendas de caminhões pesados apresentaram ligeira queda, de 3%, com a comercialização de 3.719 unidades. Para os ônibus, a queda foi de 16%, com 857 unidades vendidas. Com 1.153 motores industriais e marítimos negociados na América Latina neste semestre, a Scania teve desempenho 44% superior ao equivalente de 2005.