You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Brasil
region sprzedaży
Production units

Scania fecha o ano na liderança em caminhões pesados

A Scania terminou 2001 na liderança do mercado nacional de caminhões pesados (acima de 30 toneladas), com 5.266 unidades vendidas, o que corresponde a 29,2% do total de 18.046 veículos comercializados no período. No último mês do ano, época típica de poucos negócios, a montadora vendeu 455 caminhões, seu melhor resultado no segundo semestre.

Em 2000, a Scania também obteve a maior fatia do mercado de pesados, com 29,7% de participação. Nesse ano, o mercado total chegou a 17.341 unidades e a Scania vendeu 5.153 veículos.

Como todo o mercado, sentimos os impactos da desaceleração da economia nacional ao final do primeiro semestre. Entretanto, adotamos uma série de ações estratégicas de vendas e lançamos produtos voltados à maior lucratividade de nossos clientes,  o que possibilitou a retomada, ao longo do ano, do nível tradicional de participação da Scania, na casa dos 30%”, avalia Flávio Mermejo, diretor geral da empresa.

Entre os principais lançamentos de 2001, estão o motor eletrônico de 400 cavalos, destinado à crescente demanda de composições tipo bitrem, para tração de até 57 toneladas; o Opticruise, primeiro câmbio automatizado para veículos pesados do País; e a série “Rei da Estrada”, que marcou o retorno dos motores V8 ao Brasil, tornando-se o caminhão mais potente do mercado, com 480 cavalos.

Com 665 ônibus rodoviários vendidos em 2001, a Scania obteve 32% de participação de mercado neste segmento, resultado superior aos 24% de 2000. Os ônibus urbanos somaram 188 unidades ao longo do ano, tendo como grande mercado o transporte em aeroportos, das salas de embarque até as aeronaves. Hoje operam com ônibus Scania aeroportos como Congonhas (SP), Guarulhos (SP), Porto Alegre (RS) e Brasília (DF).

No ano passado, a Scania comercializou 2.301 motores industriais e marítimos, resultado 180 % maior que em 2000. Aproximadamente 65% desses motores foram destinados a grupos geradores, fontes alternativas de energia elétrica.