You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Brasil
region sprzedaży
Production units

Ônibus Scania piso baixo pode ser comprado via Finame

Desde o início de novembro, o ônibus L94 UB da Scania, pioneiro na categoria de veículos urbanos com rebaixamento da altura para entrada de passageiros, pode ser adquirido pelo FINAME, linha de crédito do BNDES. Duas empresas de Belo Horizonte foram as primeiras a adquirir ônibus L94 UB por meio de FINAME. A Viação Nova Suiça comprou 20 veículos e a Viação Pampulha 13 ônibus. Ambas operam na região metropolitana da capital mineira.

A opção do FINAME foi disponibilizada como resultado do programa da Scania para nacionalização de peças. A linha FINAME exige, entre outros requisitos, um índice mínimo de nacionalização de 60%. "Alguns componentes da transmissão eram importados desde o lançamento do produto, em junho de 1998, mas uma ação conjunta com nossos fornecedores possibilitou a sua nacionalização. A opção do financiamento por meio do FINAME vai incrementar ainda mais as vendas do ônibus de piso baixo da Scania", afirma Wilson Pereira, gerente de Vendas de Ônibus da Scania.

Estimativas da ANEF - Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras indicam que 20 a 25% das vendas de ônibus são viabilizadas por meio do FINAME. Por essa linha de crédito, é possível parcelar até 90% do valor do veículo, sem incidência de impostos como IOF e ISS. O FINAME também permite o crédito do ICMS incidente sobre a operação de compra.

Belo Horizonte foi uma das primeiras cidades brasileiras a estimular o uso de ônibus com piso baixo. Em julho de 1998, a BHTrans, órgão gestor de transporte coletivo, publicou a portaria DTP 81/98 estabelecendo o modelo de piso baixo (low entry) como padrão para renovação de 80% da frota de ônibus urbanos. Atualmente, 65 ônibus com essa característica trafegam por Belo Horizonte, todos eles com chassi L94 UB da Scania. Até o final do ano, outros 48 devem entrar em operação.

O L94 UB é o único modelo no mercado com rebaixamento da entrada de passageiros original de fábrica. Belo Horizonte, Curitiba, Londrina, Maringá, Sorocaba, Ribeirão Preto, Santos, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Vitória são algumas das cidades que utilizam os ônibus Scania de piso baixo no transporte urbano. Ao todo, já circulam no País cerca de 180 unidades do modelo.