You seem to be located in .
Vá ao seu site de mercado Scania para mais informações.
Portugal
region sprzedaży
Production units

Levar o trans­porte urbano até ao nível NXT – um novo conceito da Scania

Bem-vindo ao futuro do NXT! O protótipo do novo veículo eléctrico urbano, alimentado a bateria, de condução autónoma, foi concebido com a flexibilidade necessária para passar do transporte de passageiros, ao trabalho pesado de manhã e à noite, entregando mercadorias durante o dia e recolhendo o lixo à noite.

Numa ousada demonstração de inovação, os engenheiros da Scania levaram o ADN da empresa – o sistema modular – para o próximo nível, desenvolvendo um protótipo de veículo que pode mudar de forma, adaptando-se às diferentes tarefas urbanas.

Inúmeras cidades estão agora a catalisar mudanças nos seus transportes urbanos, impulsionadas pela necessidade de reduzir as emissões e o congestionamento. Os avanços tecnológicos e de infraestrutura em veículos elétricos e autónomos serão fatores fundamentais para que as cidades possam mudar para um sistema de transporte sustentável.

"O NXT é uma visão do futuro dos transportes nas cidades. Algumas destas tecnologias ainda não foram totalmente aperfeiçoadas, mas para nós tem sido importante construir um veículo protótipo, para demonstrar de forma visível e tecnicamente ideias daquilo que está ao nosso alcance", refere Henrik Henriksson, Presidente e CEO da Scania. "O NXT foi projetado para 2030, e daí em diante, incorporando diversos recursos de ponta que já estão disponíveis”.

No NXT, os módulos de acionamento dianteiro e traseiro podem ser montados numa carroçaria de autocarro, de um camião de distribuição ou de um camião de recolha de lixo. O módulo de autocarro deste inovador veículo está em exibição na Conferência Global de Transportes Públicos da UITP em Estocolmo, entre 10 e 12 de junho.


Partilha e maior flexibilidade
Para conseguir uma mudança real no ecossistema dos transportes, os veículos desempenham um papel importante, mas é preciso mais. É necessário um desenvolvimento significativo da infraestrutura, para atender aos veículos eléctricos e autónomos. Além disso, o fluxo 24/7 de pessoas e mercadorias nas cidades, necessita de uma abordagem coerente em vez de um planeamento díspar.

O transporte comercial, sob muitos aspetos, constitui o pulso de uma cidade. É assim que chegamos ao trabalho ou à escola. É como os alimentos chegam às lojas e aos restaurantes, como os medicamentos são entregues aos hospitais e como os resíduos são recolhidos e removidos. Atualmente, os fluxos nas cidades estão longe de estar otimizados, uma vez que as mercadorias são entregues durante a hora de ponta da manhã, enquanto a maioria das pessoas também está em movimento. Entretanto, o transporte comercial é, em grande parte, impedido de entrar nos centros das cidades durante a noite, quando as pessoas estão a dormir.

"Na Scania, não podemos redesenhar todo o sistema de transportes para as cidades. O que podemos fazer é inspirar a mudança e essa é a ideia subjacente ao NXT – pensar no transporte e nos veículos de uma forma diferente e sustentável".

O transporte público sempre significou partilha. Isso agora precisa ser levado ao próximo nível. Com um maior grau de automação, será mais simples introduzir uma maior flexibilidade no transporte público.

"Isto é algo de novo, e de muito diferente. No entanto, o design flexível e as unidades modulares são algo que está muito na génese da Scania", diz Robert Sjödin, Gestor de Projeto da NXT.

O módulo de autocarro de oito metros de comprimento é construído de um material compósito, reduzindo substancialmente o peso. As baterias de células cilíndricas são colocadas debaixo do pavimento, utilizando assim espaço morto e contribuindo para uma melhor distribuição do peso. Com o baixo peso do veículo de menos de oito toneladas, a autonomia com as atuais baterias está estimada em 245 quilómetros.

"A melhoria contínua em pequenos passos tem sido a característica que distingue a Scania", diz Sjödin. "Estamos agora a dar um salto enorme para o futuro. Este veículo irá fornecer dados tangíveis inestimáveis para o desenvolvimento contínuo de veículos eléctricos autónomos.”