QOTR começa com visita à Nespresso
Nossa jornada pela sustentabilidade e o conhecimento começou nesta terça-feira com duas visitas que mostraram às nossas Queens ações que podem ajudar a transformar o mundo atual e nosso futuro. Nossas Queens são de oito países distintos: Argentina,  Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru, Honduras e Guatemala.

Sustentabilidade e equidade de gênero foram foco
A manhã de quarta-feira da quinta edição do Queen of the Road, foi dedicada a um dos 17  Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2015, “água potável e saneamento”. 

Em visita à Estação Elevatória de Traição, da Empresa Metropolitana de Água e Energia (Emae), concessionária responsável pelo controle do nível do rio Pinheiros para abastecer a represa Billings e gerar energia elétrica (a água não é utilizada para consumo humano), as lideranças femininas do setor de transportes puderam presenciar o grau de poluição do Pinheiros e o que está sendo feito para tentar recuperá-lo. 

Pela tarde, as ‘queens’ participaram de um fórum de discussões sobre como promover a equidade de gênero em um setor predominantemente masculino, como o de transporte de cargas e de logística.  Estavam presentes lideranças femininas de diversas entidades e empresas para compartilhares suas experiencias sobre o assunto.

Futuro sustentável prescinde diversidade e inclusão
A diversidade e a inclusão estarão entre as forças motoras de novas competências necessárias para enfrentar as rupturas do futuro sustentável, que precisa contemplar o equilíbrio entre os aspectos ambiental, econômico e social. A partir dessa visão, a Scania Latin America reuniu, pelo quinto ano seguido no “Queen of the Road”, 23 lideranças femininas de oito países para fomentar a discussão sobre equidade de gênero no setor de transportes e logística. “Como o futuro vai afetar o nosso modelo de negócio, ainda não sabemos, mas certamente necessitaremos do respaldo da diversidade em nossos quadros para continuarmos no mercado e enfrentarmos as transformações em andamento”, enfatizou o presidente e CEO da Scania Latin America, Christopher Podgorski, no último dia do evento, ao expor para as convidadas os valores adotados pela marca sueca em sua jornada para mudança do setor de transporte e logística, rumo à descarbonização.

Realidade em transição
A visão de sustentabilidade da Scania vem se materializando por meio de projetos e iniciativas que se estendem por todos os processos e áreas da empresa. “Estamos promovendo a conscientização de nossas lideranças e colaboradores, não só em relação à equidade de tratamento de homens e mulheres, mas também no que diz respeito às etnias, gerações, orientação sexual”, destacou Veridiane Maman, de RH e representante do Comitê de Diversidade. “Precisamos de vivências, backgrounds, e mentes diferentes para nos ajudar a construir o novo mundo que já se avista no horizonte, com mudanças radicais.”, acrescentou. 

 

voltar